Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Data: 06/06/2018 Hora: 09:53:41
Campanha Nacional contra a Gripe é prorrogada até o dia 15 de junho

As unidades de saúde do município estão abertas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h para quem ainda não se vacinou

O Ministério de Saúde prorrogou a Campanha Nacional contra a Gripe até o dia 15 de junho. A expectativa do governo municipal é imunizar mais de 19 mil pessoas em Itapeva, que fazem parte do grupo prioritário.

Segundo o Departamento de  Vigilância Epidemiológica do município, a estimativa é que deverão ser vacinados 9.165 idosos e 6.067 crianças com idades entre 6 meses a  4 anos, 11 meses e 29 dias. A campanha também deve vacinar 2.192 trabalhadores da área de saúde, 1077 gestantes e  177 mulheres no período até 45 dias após o parto(puérperas).

A campanha deu início no dia 23 de abril, para os profissionais de saúde e as pessoas com 60 anos ou mais de idade. No dia 2 de maio, a segunda etapa de vacinação foi para crianças entre 6 meses e menores de 5 anos de idade, gestantes e puérperas(todas as mulheres no período até 45 dias após o parto). 

A última fase teve início no dia 9 de maio, com os professores e doentes renais crônicos sendo imunizados. Nos casos de doentes renais crônicos, há a necessidade de prescrição médica, especificando o motivo da indicação da vacina.

Lembrando que na última etapa, todos os outros grupos anteriores (profissionais de saúde e as pessoas com 60 anos ou mais de idade, crianças entre 6 meses e menores de 5 anos de idade, gestantes e puérperas) também deveriam ser vacinados.

Para quem ainda não se vacinou, os postos de saúde do município estão abertos de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. É necessária a apresentação da carteira de vacinação. Deverão ser vacinados: idosos, crianças com idades entre 6 meses a  4 anos, 11 meses e 29 dias; trabalhadores da área da saúde, gestantes, doentes renais crônicos e puérperas, além de professores.

Informações sobre a campanha contra a gripe podem ser obtidas no Setor de Vigilância Epidemiológica pelo telefone 3524 - 9394.

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro

Data: 06-06-2018 09:53:41