Tarifa Zero: 60 dias após a implantação, número de passageiros aumenta em quase 60%

Tarifa Zero: 60 dias após a implantação, número de passageiros aumenta em quase 60%

A Prefeitura de Itapeva, por meio do Departamento de Transportes, fez um balanço dos primeiros 60 dias, desde a implantação do sistema Tarifa Zero, no transporte coletivo municipal.

Os números são de impressionar, principalmente em relação ao subsídio que era pago anteriormente por cada passageiro transportado. O custo após adequação do contrato e tarifa gratuita para os usuários, diminuiu de R$ 11,55 para R$ 3,07.

Nos meses de junho e julho, anteriores ao tarifa zero, eram transportados pela empresa 120.822 passageiros. Em agosto e setembro foram contabilizados 296.029 passageiros.

“Muitas pessoas não faziam uso do transporte coletivo, pois tinham que pagar o bilhete e isso encarecia no orçamento mensal. Tenho relato de trabalhadores que não iam para a casa no horário de almoço e que agora vão, de pessoas da zona rural que pagavam a tarifa diariamente para poder vir à cidade trabalhar e que agora com a economia podem adquirir outra coisa”, disse o diretor de transportes Paulo Paulo Cesar dos Santos.

O número de quilômetros rodados também sofreu alteração, de 194.337 nos meses de junho e julho foram contabilizados 243.366 em agosto e setembro. Vale ressaltar que a distância média percorrida por cada passageiro, que era de 1.707 metros, caiu para 750 metros.

“Desde o início da gestão, a vontade era de na renovação do contrato c

om a Jundiá, conseguirmos implantar o Tarifa Zero e ainda diminuir os gastos, o que de fato aconteceu. Ficamos satisfeitos quando vemos a população que depende do transporte coletivo, principalmente para trabalhar, podendo se beneficiar do coletivo e ainda economizar”, comentou o prefeito Mario Tassinari.

 

#PraCegoVer: No vídeo aparecem vários ônibus da Jundiá, todos cinzas com o emblema da empresa. Também aparece o Terminal Rodoviário Urbano e as pessoas que deram seus depoimentos. Também aparecem algumas imagens da cidade, sendo vista de dentro para fora do ônibus.