Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Data: 04/07/2018 Hora: 17:29:14
Secretaria de Saúde faz alerta sobre o uso indiscriminado de calmantes

Remédios sem indicação médica e de forma prolongada podem gerar sérios problemas de saúde

 

Os benzodiazepínicos e antidepressivos conhecidos popularmente como "calmantes" são um dos medicamentos mais usados no Brasil e no mundo. O  uso indiscriminado vem crescendo a cada dia, principalmente entre mulheres adultas e idosas. No início, elas desconheciam seus efeitos adversos e colaterais e as graves consequências causadas por estes remédios.

Diante destas situações, os profissionais que trabalham nas unidades de saúde de Itapeva, procuram conscientizar os pacientes sobre os problemas causados pelo uso prolongado dos medicamentos e também o fato de tomarem sem indicação médica.

Os sintomas são: sonolência excessiva, dor de cabeça, cansaço, depressão, irritabilidade, insônia, perda do equilíbrio, dificuldade da concentração, disfunção erétil e perda do libido.

Por essa razão, a Secretaria Municipal de Saúde tomou a iniciativa de criar estratégias de atendimento, que diminuam a dependência medicamentosa de usuários de calmantes na Rede de Atenção Básica.

Segundo o médico Anderson de Souza, há muita resistência por parte dos usuários e a maioria não tem a consciência dos danos causados pelo uso excessivo dos calmantes, que influem também nas vidas pessoal e social dos pacientes. "Muitos não aceitam nem diminuir a medicação, já que a interrupção abrupta pode causar a síndrome da abstinência. Quando a prescrição é feita de forma correta e com acompanhamento, o medicamento é benéfico", explica Anderson de Souza.

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro

Data: 04-07-2018 17:29:14