Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Data: 04/04/2018 Hora: 10:48:44
Itapeva participa do 1º Congresso Internacional de Práticas Integrativas e Saúde Pública

Evento realizado no Rio de Janeiro, contou com a presença da secretária municipal de Saúde Maria Eliza Ferraresi

 

Itapeva participou entre os dias 12 e 15 de março, no Rio de Janeiro, do 1º Congrepics - Congresso Internacional de Práticas Integrativas e Saúde Pública, que contou com a presença do ministro de Saúde Ricardo Barros e também da secretária de Saúde Maria Eliza Ferraresi.

Na abertura do evento, o ministro da Saúde Ricardo Barros anunciou a inclusão de dez novas Práticas Integrativas e Complementares para pacientes do SUS - Sistema Único de Saúde. Os tratamentos utilizam recursos terapêuticos, baseados em conhecimentos tradicionais, para prevenir e curar doenças, como depressão e hipertensão. Com as novas atividades, o SUS agora oferece 29 procedimentos à população, entre eles está a fitoterapia.

A presença de Itapeva no evento ocorreu por meio de convite das Redes Fito/Fiocruz para participação na mesa de debates que abordou o tema: "O papel das Redes Fito no desenvolvimento das políticas de promoção da fitoterapia do Ministério da Saúde". Foram tratadas experiências em  projetos apoiados pela instituição nos diversos biomas brasileiros.

Na ocasião, a farmacêutica da secretaria de Saúde, Francine Campolim Moraes, responsável pelas ações de implantação da fitoterapia no município apresentou a experiência do Arranjo Produtivo Local  na promoção da fitoterapia no SUS  de Itapeva (representando o Bioma Mata Atlântica). Além disso, a profissional também apresentou um relato de experiência por meio de trabalho científico dentro da temática de "Farmácia Viva" na mostra do Congresso.

Ela explicou que atualmente Itapeva é reconhecida pelo projeto que desenvolve e que visa consolidar uma cadeia produtiva de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos, com ações que vão desde o cultivo das plantas medicinais até a manipulação de medicamentos fitoterápicos na Farmácia Viva, estruturada dentro da FAIT. "Hoje manipulamos e distribuímos xarope de guaco, gel de calêndula e barbatimão, cápsulas de garra-do-diabo, castanha da índia e maracujá e estamos iniciando também a distribuição de chás medicinais", explicou a farmacêutica.

A secretária de Saúde Maria Eliza Ferraresi destacou que por meio de capacitações, palestras e eventos, o objetivo é promover o cuidado integral aos usuários do SUS do município, com a utilização das plantas medicinais e fitoterápicos como opção terapêutica complementar ou alternativa aos medicamentos convencionais, divulgando e mostrando os excelentes resultados que podem ser alcançados.

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro

Data: 04-04-2018 10:48:44